Cartografia Geológica Regional

Mapa Geológico do Estado do Piauí - Escala 1:1.000.000

Mapa Geológico do Piaui




Compreende a Província São Francisco, essencialmente coinstituída por ortognaisses tonalítico-trondhjemito-granodioríticos e ortognaisses similares ou calcialcalinos, marcados por eventos acrescionais sucessivos na edificação desses segmentos crustais primitivos; e a Província Parnaíba, que ocupa cerca de 85% do território piauiense e coincide com a província sedimentar do Meio-Norte. Trata-se da bacia interior, intracratônica, implantada sobre riftes cambro-ordovicianos, compreendendo as superseqüências Siluriana (Grupo Serra Grande), Devoniana (Grupo Canindé) e Carbonífero-Triássica (Grupo Balsas).


Coordenação Geral: Geólogo João Henrique Gonçalves
Responsabilidade Técnica: Geólogo Francisco Lages Correia Filho.
Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.
Veja também mapa (versão pdf).


Mapa Geológico do Estado do Amazonas (1:1.000.000)

Mapa Geológico do Estado do Amazonas




O Estado do Amazonas é caracterizado por uma extensa cobertura sedimentar fanerozóica, distribuída nas bacias Acre, Solimões, Amazonas e Alto Tapajós, depositadas sobre um substrato rochoso pré-cambriano onde predominam rochas de natureza ígnea, metamórfica e sedimentar (escudos das Guianas ao norte e Brasil Central ao sul).

Coordenação Geral: Nelson Joaquim Reis e Amaro Luiz Ferreira
Responsabilidade Técnica: Geólogos Nelson Joaquim Reis, Amaro Luis Ferreira, Silvio Lopes Riker e Marcelo Esteves Almeida.

Veja também:
- Mapa Geológico (versão pdf).
- Mapa de Recursos Minerais (versão pdf).
- Relatório (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.


Geologia e Recursos Minerais do Estado de São Paulo - Escala:750.000

Geologia e Recursos Minerais de São Paulo





No Estado de São Paulo, o embasamento das Bacias do Paraná, Serra Geral e Bauru - um pacote sedimentar-magmático desenvolvido do Devoniano até o Neocretáceo - se insere no contexto da Província Mantiqueira e representa a colagem de terrenos supracrustais neoproterozóicos, com remanescentes arqueanos, paleo e mesoproterozóicos, através de orogêneses Brasilianas superpostas, associadas à intensa granitogênese.


Coordenação Geral: Geóloga Mônica Mazzini Perrotta.
Responsabilidade Técnica: Geólogas Mônica Mazzini Perrotta e Elizete Domingues Salvador(Geologia); Geóloga Liliane Lavoura Bueno Sachs (Recursos Minerais).

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.


Geologia e Recursos Minerais do Estado de Mato Grosso- Escala 1:1.000.000

e Recursos Minerais do Mato Grosso




Com base neste estudo, estabeleceu-se uma nova ordenação estratigráfica para o Estado de Mato Grosso, com a caracterizaçãode 151 unidades geológicas e a individualização dediversos ambientes geotectônicos abrangendo: CrátonAmazônico - (i) Província Amazônia Central, (ii) ProvínciaRondônia-Juruena, (ii) Província Sunsás e (iv) Bacias Sedimentares Proterozóicas; Província Tocantins:(i) Faixa Brasília e (ii) Faixa Alto Paraguai; e Bacias Sedimentares Fanerozóicas.

Coordenação Geral: Joffre Valmóriode Lacerda Filho

Veja também:
- Mapa Geológico (versão pdf)
- Mapa de Recursos Minerais (versão pdf)
- Relatório (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.



Geologia e Recursos Minerais do Estado de Mato Grosso do Sul - Escala 1:1.000.000

e Recursos Minerais do Mato Grosso do Sul





Estabeleceu-se uma nova ordenação estratigráfica para o Estado de Mato Grosso do Sul, com a caracterização de 64 unidades geológicas agrupadas em onze unidades geotectônicas, com destaque para a individualização no embasamento da Faixa Paraguai, de dois ambientes paleoproterozóicos, com características de arcos magmáticos e um ambiente compatível com uma bacia de retro-arco.

Coordenação Geral: Departamento de Geologia – DEGEO / Departamento de Recursos Minerais – DEREM.
Responsabilidade Técnica: Geólogo Joffre Valmório de Lacerda Filho (Gerente de Recursos Minerais).

Veja também:
- Mapa Geológico (versão pdf)
- Mapa de Recursos Minerais (versão pdf)
- Relatório (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.



Geologia e Recursos Minerais do Estado do Pará - Escala 1:1.000.000

Geologia e Recursos Minerais do Estado do Para





O produto apresenta perfis geológicos regionais em áreas de conhecimento geológico muito restrito, em três setores principais: na região de Santana do Araguaia, no extremo sudeste do Pará, nas regiões Iriri-Xingu e Bacajá, no centro-leste, e na região de Trombetas, no noroeste do Estado . Os perfis foram realizados ao longo dos principais rios e rodovias das áreas selecionadas, e serviram como base para redefinição de unidades litoestratigráficas consagradas literatura e proposição de novas unidades.

Coordenação Geral: Marcelo Lacerda Vasquez

Veja também:
- Mapa Geológico (versão pdf)
- Mapa Tectônico e Recursos Minerais (versão pdf)
- Relatório (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.


Geologia e Recursos Minerais do Estado do Rio Grande do Norte - Escala 1:500.000

Geologia e Recursos Minerais do Estado do Rio Grande do Norte





O Estado do Rio Grande do Norte localiza-se geotectonicamente na Província Borborema, Subprovíncia Setentrional. Seu substrato é constituído por rochas precambrianas que ocupam cerca de 65% de sua área territorial e por rochas sedimentares mesocenozóicas que recobrem a porção restante. O substrato precambriano compreende três domínios tectonoestruturais, o Domínio Jaguaribeano, a oeste, o Domínio Rio Piranhas-Seridó, parte central e o Domínio São José do Campestre, a leste, limitados por duas importantes zonas de cisalhamento brasilianas, a oeste a zona de cisalhamento Portalegre e a leste a zona de cisalhamento Picuí-João Câmara

Coordenação Geral: Luiz Alberto de Aquino Angelim Vasquez

Veja também:
- Mapa Geológico (versão pdf)
- Mapa de Recursos Minerais (versão pdf)
- Relatório (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.


Geologia e Recursos Minerais do Estado de Rio Grande do Sul - Escala 1:750.000

Geologia e Recursos Minerais do Estado do Rio Grande do Sul




Na execução do Mapa Geológico foram incorporados dados e informações geradas a partir de mapeamentos e estudos geológicos regionais e aplicados, executados em diversas escalas, desde 1970, pelo Serviço Geológico do Brasil, e também referências bibliográficas de domínio público na área de geologia, desenvolvidos por instituições de ensino e pesquisa ou disponibilizados por colaboradores

Coordenação Geral: Wilson Wildner

Veja também mapa (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.


Geologia e Recursos Minerais de Rondonia - Escala 1:1.000.000

Geologia e Recursos Minerais de Rondonia




O Mapa Geológico e de Recursos Minerais do Estado de Rondônia, versão 2007, contém 69 unidades litoestratigráficas hierarquizadas em Complexos, Suítes, Grupos, Formações, Unidades e Corpos. As unidades representadas formaram-se durante os eventos geológicos que ocorreram no intervalo entre o Paleoproterozóico, há 1.770 Ma, e o Recente

Coordenação Geral: Gilmar José Rizzotto
Responsável Técnico: Marcos Luiz do Espírito Santos Quadros

Veja também:
- Mapa Geológico (versão pdf)
- Mapa de Recursos Minerais (versão pdf)
- Relatório (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.


Geologia do Estado de Goiás e do Distrito Federal - Escala 1:500.000

Geologia do Estado de Goiás e do Distrito Federal






Este acervo representa o atual estado da arte do conhecimento geológico sobre a região. Para a sua execução foi feita a compilação e a reavaliação de todas as informações disponíveis, referentes à cartografia geológica (em diferentes escalas), levantamentos geofísicos e geoquímicos, dados geocronológicos e de cadastramento de recursos minerais, atualizados a partir das informações constantes no mapa geológico e de empreendimentos mineiros do estado publicado em 1999.

Coordenação Geral: Joffre Valmório de Lacerda Filho e Maria Luiza Osório Moreira

Veja também:
- Mapa Geológico (versão pdf)
- Mapa Geotectônico e Empreendimentos Mineiros (versão pdf)
- Relatório (versão pdf)

Para consultas mais detalhadas, acesse o GeoSGB.

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.