Projeto CPRM-UFPA

Início: 06/2005; Término: 03/2006; Duração: 9 meses



Objetivo e Justificativas

A presente proposta tem por objetivo disponibilizar produtos de mapeamento geológico e cadastramento de recursos minerais das áreas a seguir, as quais já possuem informações obtidas pelas equipes técnicas dessa universidade que justificam a complementação deste trabalho, a fim de aprofundar o conhecimento e posterior disponibilização dos dados para a sociedade.

A folha selecionada é a seguinte:
Folha Marajoara, a ser mapeada na escala 1:100.000 - é uma folha de grande importância para a compreensão da evolução geológica do Distrito Mineiro de Rio Maria, com diversas lavras garimpeiras para ouro autorizadas, algumas delas desativadas, além de depósitos de wolfrâmio, ocorrências de chumbo e zinco, lavras de pedras ornamentais e argilas. Esta folha ocupa uma posição chave no Terreno Granito-Greenstone de Rio Maria (TGGRM) e o avanço do conhecimento de sua geologia permitirá uma visão mais clara da estratigrafia dos terrenos arqueanos que a constituem. Tais terrenos possuem grande potencial metalogenético, o que é demonstrado pelo grande número de alvarás de pesquisa emitidos pelo DNPM nesta folha. Além disso, essa região possui expressiva densidade populacional, e mapas geológicos serão de grande utilidade para o planejamento de uso e ocupação do espaço físico e para os planejamentos regional e local. Também poderão orientar esforços para captação de água, recurso escasso na região no período de baixa precipitação pluviométrica, que se estende de maio a outubro.

A opção por esta folha é devido também ao fato de os pesquisadores do GPPG possuírem um acervo expressivo de dados sobre as rochas granitoides expostas nesta folha, em particular naquelas aflorantes em suas porções leste e noroeste. A execução do mapeamento da folha permitirá ao grupo de pesquisa disponibilizar e tornar público parte importante dos dados acumulados em anos de pesquisa, os quais serão certamente de grande utilidade para diferentes usuários. A grande experiência acumulada pelo GPPG, em anos de pesquisa no TGGRM, também servirá para balizar o trabalho a ser executado e garantir a qualidade dos resultados obtidos.


    Metodologia

    1. Coleta e organização das informações já disponíveis sobre as áreas a serem mapeadas, envolvendo cadastramento de recursos minerais, geofísica, trabalhos já executados etc.;

    2. Trabalhos de campo de mapeamento geológico e cadastramento de recursos minerais, que consistem em:

      • Determinar os conjuntos litológicos por meio de técnicas de campo da estratigrafia, geologia estrutural e petrografia, com o apoio de técnicas e dados do sensoriamento remoto, microscopia ótica, geocronologia, geoquímica e geofísica;
        • Estabelecer o empilhamento e o arranjo lateral dos conjuntos litológicos em unidades com hierarquia estratigráfica;
        • Identificar a distribuição espacial e relações cronoestratigráficas das rochas ígneas;
        • Descrever o acervo estrutural e metamórfico dos conjuntos litológicos;
        • Descrever as ocorrências e depósitos minerais, destacando seus controles litoestruturais, como base para avaliação do potencial mineral da área;
        • Interpretar a evolução geológica da região.


      3. Apresentação de mapa geológico e cadastramento de recursos minerais em GIS, além de relatório final.



      Resultados Esperados

      A execução do projeto gerará, no mínimo, os seguintes dados:

      Folha Petrografia Geoquímica Razões Nd Calcografia Datações
      U-Pb
      SB-22-Z-C-V
      Marajoara
      50
      30
      10
      15
      2

      © Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.