Projeto CPRM-UNB

Início: 06/2005; Término: 03/2006; Duração: 9 meses



Objetivo e Justificativas

A presente proposta tem por objetivo disponibilizar produtos de mapeamento geológico e cadastramento de recursos minerais das áreas a seguir, as quais já possuem informações obtidas pelas equipes técnicas dessa universidade que justificam a complementação deste trabalho, a fim de aprofundar o conhecimento e posterior disponibilização dos dados para a sociedade.

As folhas selecionadas são as seguintes:


Bloco 1 (nordeste de Goiás; três folhas na escala 1:100.00): folhas Monte Alegre de Goiás, Nova Roma e Cavalcante. Essas folhas situam-se em uma região com levantamentos geológicos na escala 1: 250.000, realizados nas décadas de 60 e 70, tais como o Projeto Brasília. O melhor conhecimento geológico dessa região tem ocorrido através de pesquisadores e estudantes da Universidade de Brasília com uma série de trabalhos de mapeamento e estudo sobre as sua mineralizações. Destaca-se a importância dos problemas minerários e ambientais de antigas áreas garimpeiras, da carência hídrica da parte leste do bloco no domínio das rochas carbonáticas e da importância do potencial mineral do bloco para Ouro, Sn, Ta, índio, calcário, fosfato e rochas ornamentais.

Bloco 2 (centro-norte de Goiás; três folhas na escala 1:100.00): folhas Santa Terezinha de Goiás, Campinorte e Porangatú. Essas folhas situam-se em uma região com recentes levantamentos aerogeofísicos, fazendo parte de uma crosta continental juvenil com grande potencial metalogenético. Depósitos e ocorrências de cobre, ouro, níquel e esmeralda estão presentes nessas folhas. Destaca-se ainda a importância dos problemas minerários e ambientais de áreas garimperiras.



Metodologia

O prazo de execução deste projeto de mapeamento é de nove meses, contados a partir da data de assinatura do contrato de acordo, com as seguintes etapas:


1. Coleta e organização das informações já disponíveis sobre as áreas a serem mapeadas, envolvendo cadastramento de recursos minerais, geofísica, trabalhos já executados etc.;

2. Trabalhos de campo de mapeamento geológico e cadastramento de recursos minerais, que consistem em:

  • Determinar os conjuntos litológicos por meio de técnicas de campo da estratigrafia, geologia estrutural e petrografia, com o apoio de técnicas e dados do sensoriamento remoto, microscopia ótica, geocronologia, geoquímica e geofísica;
  • Estabelecer o empilhamento e o arranjo lateral dos conjuntos litológicos em unidades com hierarquia estratigráfica;
  • Identificar a distribuição espacial e relações cronoestratigráficas das rochas ígneas;
  • Descrever o acervo estrutural e metamórfico dos conjuntos litológicos;
  • Descrever as ocorrências e depósitos minerais, destacando seus controles litoestruturais, como base para avaliação do potencial mineral da área;
  • Interpretar a evolução geológica da região.


3. Apresentação de mapa geológico e cadastramento de recursos minerais em GIS, além de relatório final.


Resultados Esperados

A execução do projeto gerará, no mínimo, os seguintes dados por folha:

 
FolhaPetrografiaGeoquímicaRazões
Nd
CalcografiaDatações
U-Pb
SD.23-V-C-III50405101
SD.23-V-C-VI50405101
SD.23-V-C-V50405152
SD.22-Z-A-III506062
SD.22-Z-B-I605010102
SD.22-X-D-I50505102

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.