Projeto CPRM-UNESP

Início: 06/2005; Término: 03/2006; Duração: 9 meses



Objetivo e Justificativas

A presente proposta tem por objetivo disponibilizar produtos de mapeamento geológico e cadastramento de recursos minerais das áreas a seguir, as quais já possuem informações obtidas pelas equipes técnicas dessa universidade que justificam a complementação deste trabalho, a fim de aprofundar o conhecimento e posterior disponibilização dos dados para a sociedade.

As folhas selecionadas são as seguintes:

Bloco 1 (folhas Itu e Piedade, duas folhas na escala 1:100.00): Essas folhas têm 40% da área coberta por mapeamentos anteriores em escala 1:50 000 e 1:100 000.
Estas folhas situam-se na região coberta pela Folha São Paulo 1:250 000 da CPRM. A região está compreendida entre a Depressão Periférica e a Serra de Paranapiacaba. Geologicamente temos rochas pré-cambrianas de idades paleo, meso e neoproterozoicas da Faixa Ribeira, além de sedimentos da Bacia do Paraná.

Destaca-se a importância deste bloco de folhas em função dos recursos minerais existentes, a exemplo de mármore para indústria de cimento, folhelho para material refratário e corretivo em cimento, granito alterado para fertilizante, areia e água que servem a cidade de São Paulo. Problemas minerários e ambientais são de grande impacto nas regiões de entorno da cidade de São Paulo.

Bloco 2 (folhas Rio Claro e Piracicaba, duas folhas na escala 1:100.00). Estas folhas têm entre 50 e 70% da área coberta por mapeamentos anteriores em escala 1:50 000 e 1:100 000.
A região está compreendida na Depressão Periférica. Geologicamente temos rochas da Bacia do Paraná, destacando-se os sedimentos dos grupos Itararé, formações Corumbataí, Irati, Botucatu e Serra Geral. Essas folhas situam-se próximas ou incluídas em grandes centros urbanos como Campinas e Piracicaba, cidades com problemas ambientais e minerários. Nessa região temos a maior concentração de cerâmicas do Brasil, responsável pela utilização de argila da Formação Corumbataí e, consequentemente, graves problemas ambientais.

Bloco 3 (Folha São Sebastião do Paraíso e Delfinópolis, duas folhas na escala 1:100.00). Essas folhas têm 40 e 60% da área coberta por mapeamentos anteriores em escala 1:50 000 e 1:100 000.


Metodologia

O prazo de execução deste projeto de mapeamento é de nove meses, contados a partir da data de assinatura do contrato de acordo com as seguintes etapas:

1. Coleta e organização das informações já disponíveis sobre as áreas a serem mapeadas, envolvendo cadastramento de recursos minerais, geofísica, trabalhos já executados etc.;

2. Trabalhos de campo de mapeamento geológico e cadastramento de recursos minerais, que consistem em:

  • Determinar os conjuntos litológicos por meio de técnicas de campo da estratigrafia, geologia estrutural e petrografia, com o apoio de técnicas e dados do sensoriamento remoto, microscopia ótica, geocronologia, geoquímica e geofísica;
  • Estabelecer o empilhamento e o arranjo lateral dos conjuntos litológicos em unidades com hierarquia estratigráfica;
  • Identificar a distribuição espacial e relações cronoestratigráficas das rochas ígneas;
  • Descrever o acervo estrutural e metamórfico dos conjuntos litológicos;
  • Descrever as ocorrências e depósitos minerais, destacando seus controles litoestruturais, como base para avaliação do potencial mineral da área;
  • Interpretar a evolução geológica da região.


3. Apresentação de mapa geológico e cadastramento de recursos minerais em GIS, além de relatório final.


Resultados Esperados

A execução do projeto gerará, no mínimo, os seguintes dados por folha:

Folha Itu (nome provisório)

   ValorMedidaFeitasA fazer%
Petrografia 1501501104073,3
Análises químicas+mineralogica120120903075,0
GeocronologiaNd300105550,0
 U-Pb2500202<0,0
Calcografia 1501513286,7
Campo  80080453556,3
Alimentação Banco de Dados200001010,0
Transferência e Adaptação  3000010,40,640,0
Subtotal        0,4 
Custos administrativos  20%      


Piedade (nome provisório)

    ValorMedidaFeitasA fazer%
Petrografia150150906060,0
Análises químicas120120804066,7
GeocronologiaNd300100100,0
  U-Pb25002020,0
Calcografia15015150100,0
Campo  80080453556,3
Alimentação Banco de Dados200001010,0
Transferência e Adaptação3000010,50,550,0
Subtotal          
Custos administrativos20%      


Rio Claro (nome provisório)

Petrografia1501501351590,0
Análises químicas e mineralógica120120804066,7
GeocronologiaNd30010100100,0
  U-Pb2500220100,0
Calcografia1501512380,0
Campo  80080404050,0
Alimentação Banco de Dados200001010,0
Transferência e Adaptação3000010,50,550,0
Subtotal          
Custos administrativos20%      
            


Piracicaba (nome provisório)

    ValorMedidaFeitasA fazer%
Petrografia1501501351590,0
Análises químicas e mineralógica120120804066,7
GeocronologiaNd30010100100,0
  U-Pb2500220100,0
Calcografia1501512380,0
Campo  80080503062,5
Alimentação Banco de Dados200001010,0
Transferência e Adaptação3000010,70,370,0
Subtotal          
Custos administrativos20%      
            


São Sebastião do Paraíso (nome provisório)

    ValorMedidaFeitasA fazer%
Petrografia1501501203080,0
Análises químicas120120903075,0
GeocronologiaNd300100100,0
 U-Pb25002020,0
Calcografia1501510566,7
Campo  80080453556,3
Alimentação Banco de Dados200001 010,0
Transferência e Adaptação3000010,60,460,0
Subtotal          
Custos administrativos20%      
           


Delfinópolis (nome provisório)

    ValorMedidaFeitasA fazer%
Petrografia1501501203080,0
Análises químicas120120903075,0
GeocronologiaNd300100100,0
  U-Pb25002020,0
Calcografia1501510566,7
Campo  80080354543,8
Alimentação Banco de Dados200001010,0
Transferência e Adaptação3000010,40,640,0
Subtotal         
Custos administrativos20%      

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.