Apoio a Municípios na Região Serrana do Rio de Janeiro

As fortes e intensas chuvas que atingiram a Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro no final de 2006 e início de 2007, cujas precipitações alcançaram aproximadamente 900mm no município de Nova Friburgo, considerando-se médias mensais em torno de 300mm, ocasionou grande número de escorregamentos e inundações, que resultaram em perdas humanas (11 vítimas fatais apenas naquele município) e materiais.

No município de Cantagalo, a Defesa Civil Municipal registrou durante o mês de janeiro de 2007 uma precipitação pluviométrica acumulada de 713,3mm no distrito-sede, cerca de sete vezes maior se comparada ao mesmo período de 2006, quando foi registrada a 102mm. Nesse município, os danos registrados envolveram 130 desalojados, 287 desabrigados e 724 pessoas deslocadas. Diversos municípios da Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro decretaram estado de calamidade pública ou de emergência.

O Serviço Geológico do Brasil - CPRM, em atendimento à solicitação de apoio técnico encaminhado pelos municípios de Nova Friburgo e Cantagalo, desenvolveu trabalhos de mapeamento geológico-geotécnico e vistorias em áreas de risco, auxiliando os órgãos de Defesa Civil e as secretarias de obras daqueles municípios, com a finalidade de minimizar os danos relacionados com as fortes chuvas que afetaram parte do Estado do Rio de Janeiro (Relatório 1, Relatório 2).

Na visita técnica ao Cantagalo foram vistoriadas as áreas mais afetadas do município, inclusive os bairros São José e Santo Antônio e os distritos de Euclidelândia e de Santa Rita da Floresta, subsidiando o pedido de recursos já concedido pelo Ministério das Cidades para a elaboração do Plano Municipal de Redução de Riscos.

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.