Cartas Geotécnicas de Aptidão à Urbanização Frente aos Desastres Naturais

Documento cartográfico complementar ao Objeto 0602 do Programa de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, incluído no Plano Plurianual 2012-2015 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, executado em parceria com o Ministério das Cidades.

 Aspecto geral das cartas geotécnicas. (Clique para ampliar.) Dá sequência às Cartas Municipais de Suscetibilidade a Movimentos Gravitacionais de Massa e Inundações na escala 1:25.000, elaboradas pelo Serviço Geológico do Brasil - CPRM e também inseridas no PPA 2012–2015, que são utilizadas na primeira avaliação de campo dos municípios objeto dos estudos para a execução das cartas geotécnicas de aptidão à urbanização.

A escala do mapeamento (1:10.000) permite não só a caracterização geológico-geotécnica dos terrenos, como também a indicação das aptidões de uso de tais áreas frente aos desastres naturais e seus processos geradores, tais como movimentos de massa nas encostas e eventos destrutivos de natureza hidrológica, compreendidos no escopo desta carta, visando à segurança das populações e dos equipamentos urbanos que venham a ser assentados.

Este documento pretende orientar os técnicos municipais, visando ao planejamento do uso e ocupação do território sob sua jurisdição, indicando as áreas mais favoráveis à expansão urbana e evitando, assim, a instalação de novas áreas de risco de ocorrência dos desastres naturais aqui tratados e os consequentes custos sociais e materiais deles decorrentes.

Deve ficar claro, porém, que para os processos construtivos, tanto de edificações como de equipamentos urbanos, será necessária a realização de investigações geotécnicas de caráter quantitativo em escala de projeto, no mínimo atendendo às recomendações preconizadas na legenda deste documento, para cada unidade geotécnica mapeada.


Objetivo
Caracterizar os terrenos municipais do ponto de vista geológico-geotécnico e definir as aptidões desses terrenos à ocupação quanto à probabilidade de ocorrência dos desastres naturais aqui tratados, abrangendo as áreas não ocupadas no entorno das áreas já urbanizadas, as quais venham a representar possíveis vetores de expansão urbana, ou por apresentarem características favoráveis à ocupação, ou por estarem definidas nos planos diretores municipais como áreas de interesse a tal expansão.


Escala
Escala de levantamento: 1:10.000.


Abrangência
Território nacional.


Conjunto de Dados Geográficos/Produtos Gerados
As bases cartográficas e as imagens nas quais são lançados os dados coletados nos trabalhos de mapeamento de campo são as mesmas utilizadas nas cartas de suscetibilidade elaboradas pela CPRM, ajustadas em seus detalhes no campo à escala de mapeamento de 1:10.000.

As unidades geotécnicas cartografadas são descritas de acordo com suas características de comportamento frente às solicitações normais que ocorrem em um processo de ocupação urbana, indicando as aptidões e restrições que elas naturalmente impõem a tais processos.

As aptidões dos terrenos frente aos desastres naturais referidos nessas cartas de aptidão – movimentos de massa nas encostas e processos hidrológicos destrutivos, tais como enchentes, inundações e enxurradas – são representadas em cores, sendo a cor verde representativa dos terrenos com alta aptidão à ocupação, a cor amarela definindo os terrenos com média aptidão ou que podem ser ocupados com restrições que devem ser respeitadas (conforme descrito nas legendas das cartas) e a cor vermelha caracterizando os terrenos que não possuem aptidão à ocupação. O mapeamento, executado face ao detalhamento imposto pela escala, abrange as áreas de atingimento pelos processos destrutivos identificados.

Os produtos gerados e disponibilizados pela CPRM para cada município objeto desta ação correspondem às cartas geotécnicas de aptidão à urbanização frente aos desastres naturais na escala 1:10.000, contendo todos os elementos obtidos no mapeamento efetuado, e a uma carta-síntese elaborada na escala 1:30.000 (ou 1:40.000) com o objetivo de apresentar uma visão geral das características dos terrenos dos municípios estudados.


Produtos Gerados e Disponibilização dos Dados
Os produtos gerados pelo projeto compreendem:
  • Cartas Geotécnicas de Aptidão à Urbanização, apresentando as unidades geotécnicas que compõem o município, associadas às áreas aptas à urbanização, com legenda explicativa e informações adicionais (formato PDF).
  • Banco de dados em SIG (formatos shapefile e raster) - arquivos vetoriais contendo as informações relacionadas ao tema. As informações sobre o conteúdo e as especificações do SIG podem ser consultadas através do Glossário de Abreviações dos Dados Vetoriais.
  • Visualizador do banco de dados geográfico do projeto (em construção).
  • Os metadados das cartas finalizadas podem ser consultados através do catálogo de metadados da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais - INDE (em construção).

Abaixo estão listados os municípios levantados e seus respectivos produtos:






Contato e Informações:
Carlos Eduardo Osório Ferreira
Geólogo Coordenador das Cartas Geotécnicas
E-mail: carlos.ferreira@cprm.gov.br

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.