Sistema de Classificação dos Solos Baseado na Estrutura do Espaço Poroso

Foi proposto um sistema de classificação da estrutura porosa dos solos, indicado pela sigla Soil Pore Space-Structural Classification System - SPSCS. O sistema é baseado no agrupamento de curvas similares de conteúdo de ar no solo, determinadas na escala da amostra do solo. Essas curvas expressam o volume de ar para diferentes tamanhos de poros não hidratados e são representações da estrutura porosa dos solos.

O SPSCS prevê dois níveis categóricos hierárquicos de classificação: Ordem e Subordem.

O nível de Ordem reúne amostras de solos com semelhança nas frações volumétricas correspondentes ao tamanho dos seus poros em relação ao espaço total poroso disponível. São utilizadas as três seguintes frações de tamanho de poros: frações do macroespaço (poros maiores), mesoespaço (poros intermediários) e microespaço (poros menores), definidas de forma padronizada.

Essas frações, por somarem 100%, permitem a representação de uma amostra de solos num diagrama ternário, aqui chamado de triângulo estrutural (figura abaixo), cujos lados contêm as escalas das frações do macroespaço, mesoespaço e microespaço, de 0 a 1 (ou 0 a 100%).

Baseado nesse triângulo, nove Ordens (de A a I) foram propostas.


 Triangulo estrutural com identificação das amostras de solos brasileiros

A Subordem representa a reunião de solos com semelhança no espaço poroso total. Quatro Subordens são utilizadas (de 1 a 4), cada uma correspondente aos seguintes intervalos de valores, respectivamente: 0 - 0,20 cm³ cm⁻³; 0,20 - 0,40 cm³ cm⁻³; 0,40 - 0,60 cm³ cm⁻³; > 0,60 cm³ cm⁻³.

As nove Ordens (de A a I) e quatro Subordens (de 1 a 4) propostas dão origem às 36 classes estruturais de solo possíveis do SPSCS.

O SPSCS foi implementado em uma ampla e diversa base de dados, contendo aproximadamente três mil amostras de solos de ambiente tropical e temperado. A classificação das amostras dos solos brasileiros nas Ordens do sistema é indicada no triângulo estrutural. O SPSCS se mostrou uma metodologia adequada e útil na caracterização da estrutura porosa dos solos.

A descrição completa da metodologia do SPSCS e o estudo de aplicação desse sistema às três mil referidas amostras de solos internacionais serão apresentados em relatório institucional, publicado futuramente neste site.



  • Imprimir