Sexta-feira, 15 de março de 2019

Conheça os projetos que o Serviço Geológico do Brasil realiza para contribuir com conhecimento sobre a disponibilidade hídrica nacional.

Na semana do Dia Mundial da Água conheça os projetos que o Serviço Geológico do Brasil realiza para contribuir com conhecimento sobre a disponibilidade hídrica nacional.

Continuamente renovada através do ciclo hidrológico, a quantidade de água na terra não muda. Entretanto, a sua distribuição no tempo e no espaço e o grau de dificuldade para a sua utilização são variáveis.

O Brasil possui uma das maiores reservas hídricas do mundo, concentrando cerca de 12% da água doce do planeta. Conhecer as disponibilidades e as vulnerabilidades da água em nosso território também é papel do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), que possui entre suas atribuições realizar pesquisas, estudos e levantamentos básicos em hidrologia que contribuem para o conhecimento sobre a disponibilidade hídrica nacional, garantindo o maior acesso à água, bem fundamental para todos. 

Entre as diversas ações desenvolvidas, os levantamentos hidrometeorológicos, por exemplo, se referem à operação da Rede Hidrometeorológica Nacional (RHN), que trabalha há 50 anos na elaboração de dados e informações vitais à gestão e ao aproveitamento racional dos recursos hídricos, atributos fundamentais contidos nos instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos.

A previsão e alerta de eventos hidrológicos críticos é mais uma das ações de elevado valor público. Através dos alertas de cheias e secas, são desenvolvidas ações estratégicas e emergenciais para reduzir prejuízos econômicos, além de cumprir seu papel fundamental de salvar vidas.

Na parte de pesquisa e estudos hidrológicos, a empresa passa a usar novas ferramentas e métodos aplicados na hidrologia, tais como hidrologia por satélite, de solos, isotópicas e experimentos em bacias experimentais e representativas para proporcionar confiabilidade, representatividade e tempestividade na obtenção do dado hidrológico e ampliar o conhecimento dos processos hidrológicos nos diversos meios por onde a água circula.
No campo das águas subterrâneas (uma das fases do ciclo hidrológico), estamos empenhados em operar a Rede Integrada de Monitoramento de Águas Subterrâneas (RIMAS) com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre a disponibilidade de água nos aquíferos brasileiros. Além disso trabalhamos para administrar um Sistema de Informações de Águas Subterrâneas (SIAGAS), que é um acervo de mais de 300 mil poços que orienta a política de acesso a água em área de elevado stress hídrico.

Utilizamos uma linha programática relacionada com pesquisa, estudos e cartografia hidrogeológica, que resulta em projetos importantes de gestão das águas em regiões metropolitanas e no mapeamento hidrogeológico, a nível internacional, nacional e estadual.

Os projetos de hidrologia da CPRM são a base do planejamento territorial na gestão do uso e potencialização segura da oferta da água. Acreditamos que ao conhecermos o meio físico podemos traçar objetivos de conservação para cuidar do nosso bem mais precioso. Confira o infográfico que mostra as principais ações nas regiões do país.

Veja o mapa com as principais ações de hidrologia da CPRM no país Letícia Peixoto
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400

© Copyright CPRM 2016-2019. Todos os direitos reservados.