Quarta-feira, 03 de julho de 2019

Diretores da CPRM ministram conferência na Escola Superior de Guerra

  Contra-Almirante Guilherme Mattos de Abreu, Coronel Luiz Cláudio de Souza Gomes, e representantes da CPRM
Em um auditório lotado, com mais de 180 oficiais superiores das Forças Armadas e servidores da alta administração federal, ocorreu a conferência “Recursos Minerais e Hídricos do Brasil: potencialidade e gestão, ministrada pelos diretores do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) Antônio Bacelar e José Leonardo Andriotti. O evento foi realizado na última sexta-feira (28/6), no campus da Escola Superior de Guerra (ESG), localizado na Urca, Rio de Janeiro.

Também estiveram presentes representando a CPRM, a chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais e responsável por gerir as relações com a ESG, Maria Glicia da Nóbrega Coutinho, o assessor da diretoria de Hidrologia e Gestão Territorial, Cassio Silva, o chefe do Departamento de Hidrologia, Frederico Peixinho, e o chefe da Divisão de Hidrogeologia e Exploração, João Diniz.

 Diretor Bacelar apresentou os principais problemas relacionados aos recursos hídricos no Brasil Bacelar apresentou um breve histórico sobre a criação da empresa, além de destacar a missão e visão. Durante a conferência, o diretor enfatizou os resultados obtidos no âmbito do Programa de Revitalização de Poços (PROREV) e abordou os seguintes temas: águas superficiais e subterrâneas; marcos legais para a política e gestão de recursos hídricos; eventos hidrológicos extremos, como a seca e estiagem; ocupação desordenada; recuperação de área degradada pela mineração de carvão em Santa Catarina; e ações visando a proteção das águas subterrâneas e em rios fronteiriços e transfronteiriços. “Os nossos aquíferos possuem alto potencial de exploração”, destacou.

De acordo com Bacelar, 161 poços foram revitalizados, em 31 municípios de Pernambuco, beneficiando assim mais de nove mil famílias por intermédio de sistemas com bomba elétrica ou cata-vento. O PROREV foi desenvolvido por mais de 50 técnicos e pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil, em parceria com o Ministério de Minas e Energia.

Andriotti afirmou que o Brasil é um importante produtor mineral mundial com possibilidades de novas descobertas. “O Nióbio é um assunto que está em pauta. O Brasil é um exportador mundial e detentor das maiores reservas deste bem mineral. Mais de 90% das reservas conhecidas deste bem estão no nosso território”, disse.

 Diretor Andriotti durante a conferência destacou os projetos em licitação do PPI Entre os temas expostos pelo diretor de Geologia e Recursos Minerais durante a palestra, destacam-se: os minerais do futuro, a exemplo do lítio, terras raras, cobalto e quartzo; províncias metalogenéticas e distritos mineiros, Geologia Marinha, programa de parcerias de investimentos; agregados para construção civil; mapas geológicos; ações inovadoras na área de rochagem; e cooperações e ações nacionais e internacionais.

Segundo Andriotti, a CPRM possui 376 direitos minerários com depósitos de Fosfato, Cobre, Chumbo, Zinco, Ouro, Caulim, Níquel, Gipsita, Carvão, Turfa, Diamante, Nióbio, Terras Raras e Calcário, resultados da fase empresarial das décadas de 70 e 80, que estão sendo disponibilizados para licitação.

Após as palestras, o Coronel e moderador da conferência, Luiz Cláudio de Souza Gomes, abriu o espaço para debates e solicitou que a juíza de direito do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Karenina David Campos de Souza e Silva, fizesse os agradecimentos à CPRM.

“Conhecemos alguns dos relevantes projetos da CPRM de combate à seca, à poluição, ao desperdício de água doce. E conhecemos também os projetos de incremento da produção de minerais ligados à construção civil, a identificação de minerais do futuro, bem como os projetos de colaboração com o setor agropecuário. E ainda as estratégicas áreas de Geologia Marinha e do potencial de geração nuclear. Tais assuntos serão de absoluta importância para o desenvolvimento de nossos trabalhos nos vários cursos de políticas estratégicas que estamos realizando. E mais importante, após os cursos, possibilitarão a produção de planejamentos e assessoramentos adequados e efetivos. Dessa forma, em nome do Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva comandante da Escola Superior de Guerra, do general de Brigada Rodrigo Pereira Vergara comandante da Escola de Comando e Estado-maior do Exército, do Contra-Almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa comandante da Escola de Guerra Naval e do Brigadeiro do Ar Luís Renato de Freitas Pinto comandante da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica e dos estagiários do Curso Superior de Defesa, agradeço a disposição de nossos conferencistas em compartilhar seus conhecimentos nessa área”, ressaltou a juíza.

Frederico Peixinho, Cassio Silva e João Diniz assistiram às palestras dos diretores na ESG Vale ressaltar que a CPRM foi elogiada por todos os participantes do debate pelo comprometimento com a Ciência e os trabalhos realizados. As apresentações de slides dos diretores foram compartilhadas com todos os inscritos no Curso Superior de Defesa.

Clique aqui para ver a galeria de fotos.

Pedro Henrique Santos
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil (CPRM)
pedro.pereira@cprm.gov.br
(21) 2295-4641

  • Imprimir

© Copyright CPRM 2016-2019. Todos os direitos reservados.