Sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Especial dia dos pais: conheça a história do Claiton e da Fernanda, pai e filha que trabalharam juntos na CPRM.

Claiton e Fernanda trabalharam juntos na CPRM O geólogo Claiton Piva Pinto começou a trabalhar no Serviço Geológico do Brasil no ano de 1987. Por mais de uma década foi GEREMI-BH. Ele é pai da Fernanda Merljak Pinto, que hoje é técnica em geociências, lotada na Sureg-BH/Gerafi, setor de compras.

Fernanda sempre acompanhou a empresa de perto, na época ela tinha 10 anos. “Eu estudava perto da CPRM e em muitas vezes meu pai me trazia para cá e eu ficava esperando o expediente terminar. Desde criança conhecia os colegas dele”, lembra Fernanda.

Ela cresceu, se formou em jornalismo e iniciou sua carreira até surgir o concurso de 2006. Fernanda passou em 5° lugar para técnica em geociências, para o orgulho do seu pai. “Eu não cheguei a influenciar a Fernanda a fazer o concurso, mas como ela já conhecia a empresa e gostava do ambiente de trabalho optou por fazer a prova e passou”, comenta Claiton.

Família reunida na despedida do Claiton Mesmo com a forte ligação familiar, pai e filha buscavam separar as relações. “Como ela passou no concurso para o mesmo local que eu, o meu comportamento com ela sempre foi profissional aqui dentro. Costumava dizer que da porta para dentro nossa relação era de colegas. Lá fora pai e filha”, relembra Claiton.

Dois andares separaram pai e filha por quase 9 anos até que o Claiton saiu no PDISP em janeiro de 2018. Mas as lembranças e histórias boas correm até hoje nos corredores e nas rodas de conversa. “Meu pai acompanhou a minha gravidez desde o primeiro momento. Nós nos víamos todos os dias, sem falar que o meu filho é a cara do vovô! Todos os dias algum colega me encontra e manda abraços pro meu pai. Ele sempre foi muito querido, respeitado e exemplo profissional para muitos geólogos”

Sobre o netinho de apenas 3 anos, Fernanda conta que os colegas de trabalho também conhecem o pequeno e o apelidaram de “Claitinho”. “Como o meu pai, vou deixar meu filho escolher a profissão dele. Mas se ele optar pela CPRM sabemos que seguirá um bom caminho, além de marcar gerações na empresa que completará 50 anos”.

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400
  • Imprimir

© Copyright CPRM 2016-2018. Todos os direitos reservados.