Segunda-feira, 06 de novembro de 2017

Museu de Ciências da Terra promove turnê com exposições itinerantes

 Comunidade durante exposição do MCTer em Mesquita De 24 a 29 de outubro, em comemoração à 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que teve como tema “A matemática está em tudo”, o Museu de Ciências da Terra (MCTer) promoveu as exposições itinerantes: “Imaginário, Ciência e Realidade” e “Sistemas Cristalinos”, que foram exibidas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, campus de Mesquita (IFRJ - Mesquita), com o objetivo de engajar e mobilizar a sociedade, de forma interativa e atraente, em temas relativos às ciências da Terra e mostrar como a matemática está inserida em tudo ao nosso redor.

Na Exposição “Imaginário, Ciência e Realidade”, que aborda a origem da vida e a evolução humana, o MCTer procurou levar questionamentos e dúvidas sobre temas controversos, contando a história de como os gigantes animais que habitaram o planeta há bilhões de anos foram extintos e trazendo para os dias atuais a discussão sobre o aquecimento global, quais as probabilidades das mudanças climáticas terem a participação do homem ou se esse pode ser um fenômeno natural da Terra.

O paleontólogo Rodrigo Machado, curador da exposição, explica que “para a ciência não existem verdades indiscutíveis, as discussões são baseadas em números. O museu é um lugar que nos ajuda a pensar, discutir e refletir sobre diversas dessas questões”.

Na exposição, as pessoas participaram de uma brincadeira interativa chamada “o desafio do palito”, onde foram colocados peixes fósseis e, utilizando de raciocínio lógico, tinham que mudar o peixe de lado movendo somente três palitos, levando-as à dúvida e, com isso, ajudando-as a pensar.

Na itinerância para Mesquita o museu atuou também como ferramenta de responsabilidade social da CPRM, possibilitando a popularização das geociências para alunos de escolas públicas da Baixada Fluminense. Algumas crianças realizaram o sonho de observar microfósseis através de um microscópio pela primeira vez e muitos comentaram que gostariam de se tornar cientistas.

A exposição sobre “Sistemas Cristalinos” contou com oficina de montagem dos sete sistemas cristalinos, onde os visitantes, em uma atividade lúdica, montavam moléculas com jujuba e palito e depois comparavam com a estrutura do mineral mais adequada. Muitos professores elogiaram a oficina, como o professor Marco Antônio da Silva Diniz, da Escola Municipal Embaixador Barros Hurtado, de Cordovil, que disse que a oficina “ajuda a trabalhar o tema de maneira mais criativa, mais produtiva, traz o aluno para a participação, desenvolvendo o raciocínio lógico e o pensamento crítico”.

As exposições itinerantes contaram com o apoio e incentivo da presidência do Serviço Geológico do Brasil e fazem parte do processo de aproximação do MCTer com a sociedade e de seu objetivo de popularizar as geociências.

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.