Segunda-feira, 06 de agosto de 2018

Pesquisadores e analistas em Geociências da CPRM recebem capacitação em Geologia Aplicada à Prevenção de Desastres Naturais

 Equipe técnica que participou do treinamento juntamente com o diretor de Hidrologia e Gestão Territorial Antônio Bacelar O Centro Integrado de Estudos Multidisciplinares do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) em Apiaí, município do interior de São Paulo, foi o local escolhido para capacitar 34 pesquisadores e analistas em Geociências, entre eles geólogos, geofísicos, geógrafos e engenheiros. O curso voltado à prevenção de desastres naturais teve início no dia (16) e término em 27 de julho deste ano.

Participaram do treinamento os empregados do Departamento de Gestão Territorial, lotados na Divisão de Geologia Aplicada, assim como pesquisadores da Divisão de Sensoriamento Remoto e Geofísica (DISEGE).

Segundo o diretor de Hidrologia e Gestão Territorial Antônio Bacelar, o curso irá servir para se evitar colapsos em áreas de risco em nível nacional. “Com isso nós vamos integrando o nosso conhecimento e temos a oportunidade de melhorar e testar os nossos modelos de Geologia Aplicada para o atendimento aos reclamos que a natureza nos impõe”, enfatizou Bacelar.

  Pesquisadores realizam visitas de campo
 em áreas didáticas de Apiaí (SP) A programação foi composta por conteúdo teórico, prático e visitas de campo. Cartas de suscetibilidade, cartas de perigo e setorização de áreas de risco geológico a movimentos gravitacionais de massa e inundações foram alguns dos temas abordados pelos palestrantes.

A capacitação contou com a presença do professor Emilio Velloso Barroso, do Instituto de Geociências da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que ministrou palestra sobre os processos de quedas de blocos. Houve um debate ao final da palestra sobre a forma como esse processo se desenvolve, podendo ser eventualmente incorporado às cartas de perigo, principalmente, na qualificação do perigo.

Questionado sobre a avaliação do treinamento de modo geral, Emilio afirmou que o curso foi muito bom e aprendeu bastante com os empregados da CPRM.
“Foi uma troca de experiências rica pra mim e a capacitação deles é fundamental porque essa metodologia que a CPRM está desenvolvendo é nova e os técnicos precisam conhecer, e aqui eles tiveram a oportunidade de ter contato com o método, não só na parte teórica, mas também com os exercícios de campo que são muito ricos e importantes para o bom desenvolvimento do método em diversos municípios do Brasil que eles vão fazer daqui pra frente”, disse.   Professor Emilio Velloso durante apresentação de palestra

A Geofísica vem auxiliar a equipe de Geologia Aplicada entendendo como está a subsuperfície com diversos métodos. De acordo com o coordenador do Laboratório de Sismologia do Serviço Geológico do Brasil Marcos Ferreira, o monitoramento sísmico e os mapeamentos de áreas de risco são complementares, pois os efeitos de fenômenos sísmicos dentro de uma cidade afetam diretamente a população e com isso pode gerar ou ampliar regiões de risco.

Debora Lamberty, pesquisadora em Geociências da CPRM, destaca que o treinamento gerou resultados positivos. “Acredito que a capacitação foi muito importante para o alinhamento de toda a equipe, a integração com os colegas das demais unidades regionais, além da revisão dos conceitos e também por permitir o conhecimento de novos projetos que estão sendo desenvolvidos dentro do DEGET e demais projetos nas mais distintas regiões do país”, ressaltou Lamberty.

 Centro Integrado de Estudos Multidisciplinares da CPRM Confira a galeria de fotos, clique aqui!

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.