Quarta-feira, 24 de março de 2021

SGB/CPRM apresenta projetos para uso da água na mineração

A diretora de Hidrologia e Gestão Territorial do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), Alice Castilho, participou do evento promovido na manhã desta quarta-feira (23) pelo Centro de Tecnologia Mineral (CETEM) em alusão ao Dia Internacional da Água, celebrado na última segunda-feira (22). Durante a palestra, a gestora falou sobre os impactos da mineração nas águas e destacou os principais produtos do SGB-CPRM relacionados ao uso da água na mineração.

Castilho iniciou a palestra demonstrando a diferença entre a utilização da água na mineração, diferenciando entre útil e nociva. Dentre as utilidades, a diretora destacou a extração e beneficiamento do minério; abastecimento de estruturas associadas, umidificação de vias, pátios e pilhas, etc. Quando se trata de uma utilização nociva, Castilho lembrou que o fluxo concentrado prejudica a operação, a possibilidade de contaminação, além de que o fluxo concentrado provoca a erosão e aumento da quantidade de sedimentos.

A diretora do SGB-CPRM falou em seguida sobre os impactos da mineração nas águas. “Dividimos os impactos em quantitativos e qualitativos. Dentre os quantitativos podemos falar sobre a alteração do balanço hídrico localmente e os qualitativos onde destacamos a alteração da qualidade da água e da quantidade de sedimentos", disse.



Alice Castilho explicou também sobre a importância do monitoramento. “É importante, pois para o dimensionamento das estruturas mencionadas é necessário ter dados de monitoramento das variáveis do balanço hídrico, bem como a qualidade da água e sedimentos”, analisou.

A gestora disse que avaliar a disponibilidade hídrica, dimensionar estruturas diversas, avaliar os impactos e maximizar recirculação de água, além de minimizar o consumo de água nova, são alguns dos motivos para se monitorar a água na mineração.



Finalizando a apresentação, Alice citou os principais produtos do SGB-CPRM relacionados à água e mineração, como a Operação da Rede Nacional-RHN, gerenciada pela Agência Nacional de Águas (ANA); Atlas pluviométrico e equações idf; Regionalização de vazões; Sistema de Informações de Águas Subterrâneas (SIAGAS); Rede de Monitoramento de Águas Subterrâneas (RIMAS); Mapas Hidrogeológicos; Mapas de Geodiversidade; Mapas de Geoquímica de baixa densidade; etc.

Renan Adnet
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil
renan.conceicao@cprm.gov.br
asscom@cprm.gov.br
  • Imprimir