Quinta-feira, 01 de abril de 2021

SGB-CPRM disponibiliza Mapa Tectônico da América do Sul no portal One Geology

Expectativa do Governo Federal é que o mapa torne mais atrativos os investimentos no Setor Mineral do continente

Mapa Tectônico da América do Sul, na escala 1:5 milhões, está disponível no Portal OneGeology
Os trabalhos de harmonização do Mapa Tectônico da América do Sul, na escala 1:5 milhões, estão concluídos e o material está disponível no Portal OneGeology.

A notícia foi dada pelo presidente do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), Esteves Colnago, no encontro anual do Comitê de Direção Estratégica OneGeology - uma iniciativa internacional que torna os Serviços Geológicos do mundo provedores de dados em ambiente web. O evento virtual aconteceu na manhã desta terça-feira (30), com a participação de presidentes dos mais destacados serviços geológicos do mundo, onde a CPRM foi representada também pela chefe de Assuntos Internacionais, Maria Glícia da Nóbrega Coutinho.

Colnago enfatizou que o governo do Brasil tem expectativas de que o mapa torne mais atrativos os investimentos no Setor Mineral na América do Sul. “Uma importante região mineira. Detentora de importantes recursos minerais, inclusive em materiais indispensáveis para o suprimento da indústria 5G”, afirmou.

Iniciado em 2004, o Mapa Tectônico da América do Sul representa uma atualização dos recentes mapeamentos geológicos e dos novos dados geocronológicos. A construção do material tornou-se possível através do suporte técnico e financeiro recebido da CPRM e do Serviço Geológico Mineiro Argentino (SEGEMAR). A CPRM disponibilizou seus arquivos digitais (shapefiles), em escala 1:1 milhão do sistema GeoBank, enquanto o SEGEMAR ofereceu as bases de dados do Mapa Metalogenético da América do Sul, na escala de 1:5 milhões. Após a integração das bases GIS, o mapa seguiu as recomendações de avaliação e chancela da Commission for the Geological Map of the World (CGMW).

O presidente explicou que os trabalhos evoluíram sob duas coordenações: uma do Professor Umberto Cordani, da Universidade de São Paulo, que foi responsável pelo domínio da Plataforma Sul Americana; outra do Professor Victor Ramos, da Universidade de Buenos Aires, pelo domínio dos Andes. O projeto contou ainda com a participação de pesquisadores dos diversos Serviços Geológicos da América do Sul, merecendo destaque a efetiva contribuição de técnicos da CPRM. “A legenda unificada para esses dois domínios geotectônicos foi submetida a dezenas de discussões com a comunidade Geocientífica em seu contexto global”, disse Colnago. E o mapa desenvolvido sob a égide da CGMW contou com o suporte contínuo e as orientações da CGMW, União Internacional de Ciências Geológicas (IUGS), UNESCO e Asociación de Servicios de Geología y Minería Iberoamericanos (ASGMI).

Os trabalhos de harmonização do Mapa Tectônico da América do Sul, 1:5 milhões, para GeoSCiML — um modelo para transferência de dados geológicos para ambiente web —, visando a acessibilidade no Portal OneGeology, tiveram início entre 2016 e 2017. Em função do grande volume de dados (cerca de 26 camadas), essas ações foram interrompidas, levando a CPRM a promover um up-grade no sistema.

“Após maciços investimentos em TI, hoje a CPRM detém um robusto e moderno sistema que a possibilitou, além da capacitação técnica dos seus profissionais, a harmonizar o Mapa Tectônico da América do Sul e ser provedora desse conhecimento que pode, de forma democrática, ser acessado pela comunidade Geocientífica internacional”, concluiu o presidente.

Contribuição global- O OneGeology é um projeto colaborativo internacional no campo da geologia, apoiado por 113 países, pela UNESCO, IUGS e pelos principais órgãos globais de geociências. A iniciativa visa permitir o acesso on-line, para todos, ao mapa geológico dinâmico do mundo.


Janis Morais
Bettina Gehm

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Ministério de Minas e Energia
asscomdf@cprm.gov.br
janis.morais@cprm.gov.br



  • Imprimir