Quarta-feira, 27 de junho de 2018

Serviço Geológico do Brasil divulga primeiro boletim de alerta de cheia do Rio Caí em 2018

 Rio em São Sebastião do Caí O Sistema de Alerta Hidrológico do Rio Caí (SAH Caí), operado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), emitiu nesta segunda-feira, dia 25/06, às 23h, o primeiro boletim de alerta de cheia de 2018 para bacia do rio Caí. O comunicado enviado para Defesa Civil e demais parceiros indicou, com uma previsão para 10h, que os níveis dos rios não atingiriam a cota de inundação, tranquilizando as comunidades da região.

Na madrugada desta terça-feira, dia 26/06, o nível do Rio Caí chegou a 7,62 metros em São Sebastião do Caí. Foi o ponto máximo atingido após um total de chuva de quase 60mm, registrado nas ultimas 24h. Os boletins extraordinários começaram a ser emitidos pela CPRM com as previsões dos próximos níveis após o rio atingir a Cota de Alerta que é de 7 metros. Os problemas de inundação no município de São Sebastião do Caí iniciam na Cota de 10m; chamada de Cota de Inundação.

“Trata-se do primeiro boletim após um grande período de estiagem na região Sul. A CPRM seguirá o monitoramento do rio e a qualquer momento podemos emitir um novo alerta”, explica a engenheira hidróloga da CPRM, Andrea Germano.

O SAH Caí é formado por um conjunto de estações de monitoramento hidrológico que dão subsídios para a realização de previsões de nível de rios para áreas socialmente vulneráveis a inundações com o objetivo de mitigar eventuais prejuízos para vida e patrimônio da comunidade afetada.

Os boletins extraordinários de alerta para enchente são repassados ao CEMADEN, CENAD, ANA, Defesa Civil estadual, defesas civis locais. Os dados transmitidos remotamente são armazenados e disponibilizados ao público, em tempo real, no portal da CPRM. Recentemente, o SAH Caí recebeu investimento de R$350 mil para aquisição e instalação de novos equipamentos.

O Sistema de Alerta de Eventos Críticos (SACE) da bacia do Rio Caí está disponível clicando aqui.

Os dados hidrológicos utilizados nas previsões realizadas pelo SACE do Rio Caí são provenientes da Rede Hidrometeorológica Nacional de responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA), operada pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

 Gráfico aponta nível de alerta pela primeira vez em 2018 Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400


  • Imprimir

© Copyright CPRM 2016-2018. Todos os direitos reservados.