Quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Serviço Geológico do Brasil e Agência Nacional de Águas (ANA) divulgam boletim de monitoramento do rio Paraopeba (MG) de 31/01

 Técnicos em geociências da CPRM, Emília Kawaguchi e José Julio, durante monitoramento do rio Paraopeba, fazem medição de vazão usando equipamento acústico Já está disponível o boletim de monitoramento do rio Paraopeba de 31/01/2019, com novos dados coletados em campo.

Os dados de turbidez no primeiro ponto monitorado pela CPRM, Mário Campos, voltaram a subir nesta quinta-feira (31/01), possivelmente em consequência das chuvas do dia anterior (30/01). No ponto de monitoramento Ponte BR‐381, localizado 11km a jusante de Mário Campos, o valor de turbidez encontrado foi de 88 NTU, não se aproximando do valor averiguado pela manhã no primeiro ponto monitorado (superior a 3.000 NTU).

Na calha do rio Paraopeba existem estações da Rede Hidrometeorológica Nacional operadas pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA). Também atuam em parceria neste trabalho de monitoramento: o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA).

Clique aqui para acessar o boletim completo.


Eduardo Cucolo
Foto: Pedro Henrique Santos
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscom@cprm.gov.br
(61) 98167-7015 - Eduardo Cucolo
(61) 2108-8400 - ASSCOM
  • Imprimir

© Copyright CPRM 2016-2019. Todos os direitos reservados.