Petrologia e Metalogenia das Rochas Máfico-Ultramáficas de Troia-Pedra Branca - CE

Objetivo e Justificativas

O projeto visa a realizar o diagnóstico atualizado do potencial da área para cromo e elementos do grupo da platina, através do levantamento geológico, da caracterização dos controles das mineralizações e da reanálise das informações existentes. A região central do estado do Ceará - compreendida entre os municípios de Pedra Branca, Mombaça e Tauá e correspondente à parte SW do Maciço de Troia-Pedra Branca - é portadora de ambiência geológica extremamente favorável de conter mineralizações de Cr e Elementos do Grupo da Platina (EGP).

Na região, desde a década de 50, são conhecidos os jazimentos de cromita, que têm sido alvos de diversos trabalhos de pesquisa por diferentes empresas e entidades governamentais e do setor privado. Acham-se cadastradas cerca de 15 ocorrências de cromita e vários locais com valores anômalos em EGP. No entanto, a despeito da elevada favorabilidade para presença dessas mineralizações, a região ainda carece de estudos mais específicos e mais detalhados, com vistas ao estabelecimento do seu potencial metalogenético.


Localização e Acesso

A área proposta situa-se na região centro-oeste do estado do Ceará, abrangendo parte dos municípios de Pedra Branca, Mombaça e Tauá, incluídos na denominada Região dos Inhamuns, conhecida pelos extensos e prolongados períodos de seca a que é submetida (fig.01). Dista cerca de 300 Km de Fortaleza, tendo como principal acesso a BR-020, até a localidade de Cruzeta; e a BR-226, até a cidade de Pedra Branca. A área dispõe, internamente, de uma razoável rede de estradas vicinais, transitáveis, em condições regulares, durante a maior parte do ano.



Geologia Regional

A área insere-se no Maciço Troia-Pedra Branca, que compreende um conjunto de segmentos crustais de provável idade arqueano-paleoproterozoica, precedente à sedimentação da Bacia Ceará. Apresenta como unidade litoestratigráfica predominante o Complexo Cruzeta, formado pelas unidades Troia, Pedra Branca e Mombaça (fig.02). A unidade Troia, de maior interesse para a área proposta, constitui um terreno do tipo granito-greenstone belt, formado por rochas metavulcânicas básicas, metagabros, metadacitos e metarriolitos interacamadados com metassedimentos, representados por quartzitos, xistos grafitosos, metacalcários, metachertes e formações ferríferas bandadas. Inclui, ainda, associações com corpos de leucogranitoides e metatonalidos da Suíte Intrusiva Cedro.

É considerado por alguns autores como um terreno juvenil, de idade arqueana, desenvolvido em um domínio oceânico. As rochas metaultramáficas presentes nessa unidade e de maior interesse para os estudos ora propostos constituem lentes boudinadas, onde estão reunidos termos petrográficos classificados como serpentinitos, clorita-talco xistos, clorititos, tremolititos, piroxenitos e serpentinitos mais subordinados. Essas lentes formam dois trends principais de direção aproximada SSW-NNE com representatividade até na escala 1:250.000. A unidade Pedra Branca ocorre intimamente associada à sequência anterior e é constituída basicamente por ortognaisses TTGs primitivos, típicos de crosta juvenil gerada em ambiente de arco magmático. A unidade Mombaça, de pouca representividade na área a ser trabalhada, é formada por ortognaisses graníticos a granodioríticos, gnaisses diversos e restos de paraderivadas.


Resultados Esperados

  • Atualizar as informações sobre as reservas de cromo e paltinoides do Maciço de Troia que poderão constituir um distrito cromitífero e palatinífero importante no Brasil.
  • Estabelecer a tipologia das associações petrogenéticas hospedeiras das mineralizações e o ambiente geotectônico envolvido.
  • Caracterizar o modelo metalogenético, fazendo associação com a história geodinâmica dessa parte da Província Borborema.



Referências Bibliográficas

Angeli, N., 1982. Geologia da Porção Sul do Maciço de Troia - CE. In: CONG. BRAS. DE GEOLOG., 32, Salvador. Anais... v. 1, p.294-307.

Carvalho Filho, A.R. de, 1984. Projeto Ceará. Relatório Integrado de Pesquisa (Região de Pedra Branca e Mombaça). Magnesita S.A., Salvador - BA. 109p.

Gama Mineração. Relatório de pesquisa não divulgado.

Gomes, F.E.M. et al, 1984. Projeto Tauá - Relatório de Pesquisa de Cr e Ni nos Municípios de Tauá, Pedra Branca e Mombaça - CE. Fortaleza: CPRM.

Marinho, J.M. & Lima Verde, J.A., 1969. Avaliação da Reserva de Cromita de Pedra Branca - CE. X Conv. SEVOME-SUDEC, Fortaleza. 57p.

Oliveira, J.F. et al., 1993. Folha SB.24-V-D-V, Mombaça: escala 1:100.000. Fortaleza: Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil - PLGB.

Pessoa, R.R. et al.,1986. Contribuição ao estudo de evolução geocronológica do Maciço de Troia - CE. In: SIMP GEOL. NE., 12. João Pessoa, Atas do... p.1721-1728.

RTZ Mineração. 1987. Relatório de Pesquisa não divulgado.

Secco, P.R. 1984. Projeto Pedra Branca - Ceará. Relatório de Pesquisa. Lotus Mineração LTDa. Cidade Industrial, Contagem - MG. 35p.

Simões, S.J.C., 1993. Análise da Deformação Regional e Mineral do Complexo Pedra Branca (CE) e de Seus Depósitos Cromitíferos. Campinas - SP, IG-UNICAMP. Dissertação de Mestrado.


Execução do Projeto

Residência de Fortaleza



© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.