Sexta-feira, 26 de agosto de 2022

Estudos sobre Depósitos Auríferos das Províncias Juruena e Tapajós são destaque no último dia do Simpósio do Ouro

Gilmar Rizzotto apresentou características dos depósitos auríferos da província Juruena – Teles Pires

O Simpósio do Ouro e a Feira de Mineração da Amazônia abriu a manhã desta quinta-feira (25) com palestras sobre ‘Depósitos Auríferos da Província de Juruena-Teles Pires’ e os ‘Depósitos Auríferos da Província Tapajós’.

As palestras foram, respectivamente, proferidas pelos pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), Gilmar Rizzotto e Stella Bijos.
De acordo com o geólogo, Gilmar Rizzotto, a Província Aurífera Juruena - Teles Pires, que engloba os estados do Mato Grosso, Amazonas e parte sul do Pará, está inserida no contexto de regiões altamente relevantes para a produção de ouro, elevando o potencial mineral e a retomada de investimentos econômicos para o setor mineral do Brasil.

Durante a sua palestra, Rizzotto abordou a produção histórica do ouro na Amazônia, produção de ouro dos garimpos, bem como características dos depósitos.

Stella Bijos ressaltou o potencial da Província Tapajós

Já a pesquisadora Stella Bijos apresentou uma visão geral do Tapajós, localização, características e controles pois trata-se de uma das principais províncias minerais do País. Além disso, Stella destacou a importância do mapeamento geológico e estudos metalogeneticos para elaboração de guias prospectivos para a Província, culminando em produtos como Mapas de Favorabilidade elaborados pelo SGB-CPRM.

O evento

O Simpósio do Ouro e Feira de Mineração da Amazônia 2022 teve como objetivo reunir executivos das principais mineradoras de ouro do país, governos, especialistas e profissionais que atuam na cadeia produtiva do ouro para debater aspectos regulatórios, tecnológicos, ambientais, iniciativas de governança, trocar experiências e oportunidades de negócios O evento teve início na terça-feira (23) e terminou nesta quinta-feira (25).

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
Ministério de Minas e Energia
imprensa@cprm.gov.br
  • Imprimir