Terça-feira, 30 de agosto de 2022

Gestão de Custos do SGB-CPRM é destaque em premiação do Tesouro Nacional

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) foi considerado, novamente, como a 3ª melhor empresa estatal no Ranking de Desempenho na Qualidade de Informação de Custos do Tesouro Nacional. O reconhecimento está expresso no Relatório Foco em Custo de 2021 (RFC 2021), publicado em maio deste ano. As empresas com as melhores posições foram premiadas, na última quinta-feira (25), no XII Encontro de Gestão de Custos do Setor Público.

Pódio do Ranking de Desempenho na Qualidade de Informação de Custos - Relatório Foco em Custo 2021 Com um forte setor de Governança, o SGB-CPRM tem aplicado cada vez mais eficiência e transparência em seus processos, o que reflete diretamente na qualidade do seu desempenho na informação de custos. No ranking do Tesouro Nacional, a instituição obteve nota 6,420, apenas dois pontos da primeira colocada, saindo na frente de outras 16 estatais.

Alinhada ao reconhecimento do RFC 2021, a empresa lançou, no início deste mês, o seu primeiro Balanço Social. A publicação exibe, de forma clara e objetiva, o lucro social obtido no ano passado, além de expressar o quanto, em valores, as ações do Serviço Geológico do Brasil retornam em benefícios para o cidadão.

O Tesouro Nacional implementou quatro rankings de desempenho, responsáveis, respectivamente, por classificar órgãos do Poder Executivo Federal, universidades públicas, agências governamentais e empresas estatais dependentes. Para a avaliação das entidades, foram utilizados quatro indicadores: regularidade, dispersão, personalização e economicidade.

O Relatório Foco em Custo tem como objetivo apresentar uma visão geral dos custos do Governo Federal. Além disso, o documento subsidia a produção de modelos personalizados de custos que supram as demandas de gestão dos órgãos públicos.


Amanda Rosa
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
Ministério de Minas e Energia
imprensa@cprm.gov.br
  • Imprimir