Terça-feira, 27 de abril de 2021

Participação do Serviço Geológico do Brasil no Geodia soma mais de mil espectadores

Geossítios brasileiros e mediação científica no SGB Educa foram os temas discutidos pelos geocientistas

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) participou, no último sábado (26/04), do Geodia, um evento nacional para divulgar as geociências para o público em geral com a participação de diferentes grupos e entidades de todos os estados do Brasil. Foram cerca de 10 horas de atividades simultâneas sobre geociências.

As apresentações do SGB-CPRM foram sobre a mediação científica do SGBeduca e os geossítios brasileiros de norte a sul e contaram com mais de mil visualizações nas redes sociais. Os convidados do evento foram os geólogos Francisco Ferreira de Campos, Gabriel Facuri, Deborah Mendes, Ligia Ribeiro e Antonio Gilmar Souza. Assista ao evento na íntegra aqui: https://bit.ly/2R35M84

 SGBeduca abriu a apresentação para perguntas dos espectadores, entre eles crianças, estudantes e professores Falando sobre o SGBeduca, os geólogos Francisco de Campos e Gabriel Facuri explicaram a importância da mediação científica: levando o conhecimento para a sociedade com uma linguagem acessível, essa prática ajuda a refutar ideias esdrúxulas, conscientiza a sociedade sobre a utilização de recursos minerais e valoriza a ciência. Os pesquisadores mostraram que todo material do SGBeduca está baseado em uma metodologia e passa por uma rigorosa avaliação nas etapas local e regional. A iniciativa produz materiais com linguagem simples para as crianças do ensino fundamental, atrativa para os jovens do ensino médio, e materiais prontos para professores aplicarem em sala de aula.

A pesquisadora Deborah Mendes explicou que todo material é pensado de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), pois se tem observado um aumento do conteúdo de geociências nos principais vestibulares do país e no Enem. “O SGBEduca preenche uma lacuna no ensino das geociências porque a gente disponibiliza todo esse material didático de forma gratuita para alunos e professores, e toda essa mediação científica é feita levando em consideração a BNCC”, explicou.

A segunda parte do evento iniciou com a pesquisadora Ligia Ribeiro apresentando um panorama do trabalho desenvolvido pelo Serviço Geológico do Brasil sobre Geodiversidade, que engloba o Projeto Geoparques, levantamentos da geodiversidade, a plataforma Geossit e o inventário do Patrimônio Geológico do Brasil. A Geodiversidade é formada por elementos abióticos (solos, relevos, rochas, minerais), e se constitui como suporte à biodiversidade, portanto fundamental à vida. O SGB-CPRM atua no reconhecimento, descrição, cadastro e divulgação dos geossítios brasileiros.

Antes de começar um tour pelos principais geossítios do Brasil, Ligia explicou como acessar e contribuir com a plataforma Geossit (www.cprm.gov.br/geossit), que possui mais de 300 geossítios disponíveis para consulta. O passeio pela Geodiversidade do Brasil partiu dos cânions dos Aparados da Serra (RS/SC), percorreu 46 pontos de incrível interesse geológico, além de belíssimas paisagens, até chegar na Chapada das Mesas, no Maranhão.

Em seguida, foi a vez do pesquisador Gilmar Honorato, que apresentou os geossítios da região Norte, especialmente da região amazônica, começando pelo Morro dos Seis Lagos (AM) onde fica a maior reserva de nióbio do planeta e o Pico da Neblina, na região do Alto Rio Negro, passando por diversos sítios geológicos, como a Pedra do Pilão na Serra do Paituna no Pará, um dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo, encerrando no Monumento Natural da Floresta Petrificada do Tocantins.

O evento é inspirado no similar espanhol chamado Geolodía, que já acontece há alguns anos. O Geodia, no Brasil, será sempre no sábado seguinte ao Dia Internacional do Planeta Terra, comemorado em 22 de abril. As atividades foram focadas em agregar conhecimento sobre a geodiversidade para a comunidade escolar e população em geral celebrando as geociências e sua relevância para as pessoas.

 Apresentação sobre geossítios brasileiros contou com a participação os geólogos Lígia Ribeiro e Gilmar Honorato A iniciativa teve o apoio institucional do SGB-CPRM em parceria com a Associação Brasileira de Defesa do Patrimônio Geológico e Mineiro (AGeoBR), a Sociedade Brasileira de Geologia (SBG), e a FEBRAGEO (Associação Brasileira de Geólogos).


Janis Morais
Bettina Gehm
Renan Adnet
Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Ministério de Minas e Energia
asscom@cprm.gov.br
  • Imprimir