Segunda-feira, 19 de setembro de 2022

Participação do setor mineral no PIB deverá ser ampliado

Ministro Adolfo Sachsida na palestra de abertura da Exposibram
O interesse do Ministério de Minas e Energia em dobrar a participação do setor mineral e energético no Produto Interno Bruto (PIB), em cinco anos, foi reforçado pela fala do ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, durante a sua participação em dois eventos da última semana. Na abertura da Exposibram 2022, em Belo Horizonte - MG, na última segunda (12); e no Almoço-Debate LIDE, em São Paulo - SP, Sachsida ressaltou a importância do setor para a transição energética e na promoção do desenvolvimento socioeconômico.

Durante o evento em São Paulo, Adolfo Sachsida afirmou que o Brasil possui potencial mineral parecido com o do Canadá - considerado o país com uma das maiores indústrias mineradoras do mundo. Diante disso, o titular da Pasta afirmou que existe o interesse do MME em dobrar a participação econômica no PIB, passando de 2,4% para 4,8%.

O assunto foi debatido, também, na Exposibram 2022, onde o ministro
defendeu a necessidade de segurança jurídica para criar um ambiente favorável para investimentos - especialmente voltados para a transição energética. “Nós temos energia limpa, segura e barata, porém a conta é cara. É preciso realizar um trabalho para atualizar a legislação de modo a consolidar novos marcos legais. Com isso, tenho certeza que nosso país vai crescer muito nos próximos anos”, completou.

O ministro também abordou a criação de políticas públicas destinadas ao desenvolvimento sustentável, como o Decreto de ampliação do comércio do Lítio; promoção de avanços por meios regulatórios em pesquisa sobre minerais nucleares; e o fortalecimento da Agência Nacional de Mineração.

Maria Alice dos Santos
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
Ministério de Minas e Energia
imprensa@cprm.gov.br
  • Imprimir