Fase II - Prestação de Serviço no Exterior

Na década de 80 a prestação de serviço mostrou-se um instrumento eficaz e indispensável de política externa do governo brasileiro, tornando-se um eficiente mecanismo de integração e fortalecimento das relações bilaterais entre países, abrindo campo para a execução de novos projetos conjuntos.

Nesse sentido, a CPRM, seguindo orientação do governo, promoveu e participou de Atos Internacionais, em diversas modalidades, com as seguintes instituições:
  • Libya: Secretariat of Scientific Research – SSR
  • Argélia: Entreprise Nationale de Recherche Miniére – EREM
  • Marrocos: Bureau de Recherche et de Participations Miniéres – BRPM
  • Egito: Egyptian Geological Survey and Mining Authority – EGSMA
  • Angola: Secretaria de Estado de Geologia e Minas
  • Peru: Instituto Geológico, Minero y Metalurgico – INGEMMET
  • México: Secretaria de Energia, Minas e Indústria Paraestatal – SEMIP
  • Inglaterra: Bristish Geological Survey – BGS
  • China: Ministério da Geologia e Recursos Minerais.
Tendo em vista conciliar seus interesses voltados às atividades internacionais, inicialmente buscou-se estender a atuação da CPRM no exterior, com ênfase nas atividades empresariais junto aos países do terceiro mundo, visando à prestação de serviços nos campos da pesquisa geológica, mineral e hidrogeológica e atividades de sondagens.

Na primeira metade dos anos 80, a CPRM participou de doze (12) Contratos de Prestação de Serviços no Exterior, merecendo destaque os serviços de sondagem realizados em Moçambique, Paraguai e Nicarágua, bem como de geofísica na Líbia e Somália. No âmbito da hidrologia, a CPRM investiu em uma nova linha de prestação de serviços, a de sondagens profundas para águas subterrâneas. Foram perfurados poços profundos (superiores a 600 m de profundidade) no Uruguai e Argentina.

Em trabalho conjunto com a Agência Brasileira de Cooperação – ABC, do Ministério das Relações Exteriores – MRE, a CPRM concentrou esforços no sentido de divulgar e promover suas atividades comerciais no exterior, mantendo contatos também com organismos internacionais tais como: OEA – Organização dos Estados Americanos, PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, BIRD – Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento, BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento, OLADE – Organização Latino-americana de Energia e Embaixadas do Brasil, em diversos países.

Por volta de 1980 a CPRM participou de eventos, congressos, simpósios e exposições internacionais em países da África e da América Latina, predominantemente, o que permitiu discutir promissores contatos comerciais, junto aos píses africanos e do oriente médio: Marrocos, Argélia, Tunísia, Líbia, Egito, Moçambique, Angola, Somália, Zaire, Nigéria, Camarões, Tanzânia, Yemen do Sul, Iraque, Iran, Kuwait, Arábia Saudita, bem como com todos os países da América do Sul. Na América Central destacaram-se Panamá, Guatemala, Costa Rica, Nicarágua e Haiti. Algumas ações pontuais foram também desenvolvidas junto aos países asiáticos, notadamente Japão e China, sem obter sucesso.

Das 21 concorrências internacionais das quais a CPRM participou, obtendo sucesso em 12, e foram assinados 12 contratos internacionais de prestação de serviços na área de suas atividades-fim.

Dentre os serviços internacionais prestados pela CPRM, são dignos de registros os trabalhos de natureza empresarial executados nos seguintes países:
  • Moçambique: Pesquisa de carvão na bacia carbonífera de Mucunha-Vuzi, hoje em exploração pela Vale;
  • Somália: Levantamentos aerogeofísicos;
  • Líbia: Levantamentos aerofotogramétricos e aerogeofísicos;
  • Peru: Pesquisa de ouro aluvionar para a estatal CENTROMIN;
  • Colômbia: Pesquisa de ouro aluvionar;
  • Uruguai: Sondagens profundas para água subterrânea (potável e termal); e
  • Paraguai: Sondagens rotativas para pesquisa mineral.
A partir dessa experiência empresarial, pode-se constatar que se delineava um mercado potencial para a CPRM, como prestadora de serviços, representado por 03 (três) blocos constituídos pelos países a seguir mencionados:
Essas ações nem sempre foram exitosas, apesar dos esforços empreendidos.

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.