Geoquímica

A Divisão de Geoquímica - DIGEOQ atua principalmente no suporte aos programas de mapeamento básico e de recursos minerais, por meio da execução e/ou supervisão de levantamentos geoquímicos regionais ou em áreas específicas de interesse da empresa.

A DIGEOQ é responsável também pelo acompanhamento, pela normatização e pelo controle de qualidade dos procedimentos e respectivos resultados analíticos, desde o planejamento da amostragem até a confecção dos produtos finais. Cabe a ela propor projetos específicos de desenvolvimento e inovação em geoquímica que possam contribuir para a obtenção de melhores resultados nos projetos da empresa e para o status da arte no país.

A gestão dos dados de geoquímica regionais, dentro do amplo programa de geoquímica do Brasil, inclusive junto a laboratórios e outros fornecedores externos, é de responsabilidade também da Divisão de Geoquímica.

A partir de 2009, a CPRM retomou os programas de levantamentos geoquímicos regionais, voltando a realizar amplos programas de prospecção geoquímica em áreas de interesse mineral. As amostras de sedimentos ativos de corrente (drenagem) são analisadas por Espectrometria de Massa com Fonte Geradora de Plasma (ICP-MS) para 53 elementos químicos, com grande sensibilidade e precisão, em baixos limites de detecção (partes por milhão ou partes por bilhão). Paralelamente, coletam-se amostras de concentrados de bateia, que permitem a detecção direta de minerais pesados, notadamente os metálicos, por meio do estudo mineralógico dos grãos.

O processamento dos resultados analíticos das amostras coletadas resulta em mapas de distribuição dos elementos geoquímicos e permite a definição de anomalias geoquímicas dos diversos elementos analisados. A verificação e avaliação em campo dessas anomalias, em conjunção com as informações sobre os minerais pesados detectados nas amostras de concentrado de bateia, além do suporte adicional dos mapas geológicos e aerogeofísicos, permitem conhecer a origem dessas anomalias, levando à localização de importantes ocorrências de bens minerais.
O amplo banco de dados de geoquímica da CPRM, com mais de 350 mil amostras, encontra-se em processo de reorganização, validação e controle de qualidade, devendo ser disponibilizado à sociedade em breve.


Veja Também

Contato e Informações:
Fernanda Gonçalves da Cunha
Chefe da Divisão de Geoquímica – DIGEOQ
fernanda.cunha@cprm.gov.br

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.