Sexta-feira, 12 de maio de 2017

Estudo elaborado pela CPRM do potencial mineral da região metropolitana de SP é apresentado em debate sobre planejamento urbano

Geóloga Vidyã de Almeida apresenta resultados preliminares do projeto O superintendente regional de São Paulo do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Márcio José Remédio, apresentou, juntamente com pesquisadores da CPRM, os resultados preliminares do projeto Geologia e Potencial Mineral da Região Metropolitana de São Paulo, durante a reunião do Conselho Consultivo da Sub-Região Sudoeste da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). O evento, realizado na última quarta-feira, dia 4, teve como objetivo discutir propostas para a mineração inseridas no Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI), que é coordenado pelo Conselho de Desenvolvimento da RMSP.

 Subsecretário de mineração, José Jaime Sznelwar e o Superintendente da Sureg-SP, Márcio José Remédio  No encontro, a chefe do projeto, a geóloga Vidyã Vieira de Almeida, apresentou mapas de áreas potenciais e modelos geológicos tridimensionais de municípios da região sudoeste da RMSP. Ela explicou que os objetivos do projeto em desenvolvimento na Sureg-SP consistem na atualização do mapa geológico da RMSP e no diagnóstico das áreas com atividade mineral, juntamente com a definição de áreas potenciais para areia e brita. Ela destacou ainda a importância da interação frequente com outras entidades do Estado de São Paulo, como a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), o Comitê da Cadeia Produtiva da Mineração (Comin) e sindicatos com o Sindareia e Anepac, entre outros, que tem sido um diferencial do projeto.

Para o superintendente Márcio Remédio, convém frisar, que a inserção do conhecimento geológico no planejamento urbano municipal constitui algo importante em nosso país e a adoção de tal critério, além de constituir um trabalho de vanguarda, propiciará que a atividade mineral na região metropolitana se desenvolva de forma sustentável, em consonância com a geração de emprego e renda, sem afetar a qualidade de vida das populações circunvizinhas. Na ocasião, o subsecretário de Mineração do Estado de São Paulo, José Jaime Sznelwar, salientou a importância do Serviço Geológico do Brasil e do projeto apresentado. Outras possibilidades de cooperação foram discutidas entre o subsecretário e o superintendente da SUREG-SP.

O PDUI é um instrumento legal de planejamento que estabelece as diretrizes, projetos e ações para orientar o desenvolvimento urbano e regional, buscando reduzir as desigualdades e melhorar as condições de vida da população metropolitana. Compondo a mesa, estava o superintendente Márcio José Remédio, o subsecretário de Mineração do Estado de São Paulo, José Jaime Sznelwar, além de prefeitos e outras autoridades. Os pesquisadores Eduardo Jorge Pinto Azevedo (líder da equipe de Recursos Minerais do projeto) e Angela Pacheco Lopes (supervisora na Gerência de Geologia e Recursos Minerais da Sureg-SP) também participaram do evento.

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.