Quarta-feira, 03 de janeiro de 2018

Serviço Geológico do Brasil acompanha cheia na bacia do Rio Madeira

 Gráfico do registro do nível do rio Madeira na estação Porto Velho registrado pelo Sistema de Alerta operado pela CPRM

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) registrou nesta terça-feira, dia 2/1, cota de 13,41 metros do Rio Madeira em Porto Velho, que representa máxima histórica para esse dia do ano e elevação 2,67 metros acima da média. Os dados foram registrados pelo Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira (SAH-Madeira), operado pela CPRM e com apoio da Agência Nacional das Águas (ANA). Comportamento semelhante foi observado durante a cheia histórica de 2014, entretanto, ainda é muito cedo para afirmar que teremos uma cheia igualmente severa nesse ano.

De acordo com o engenheiro da CPRM Giancarlo Bonotto, responsável pelo Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira, as fortes chuvas registradas na Bolívia nas últimas semanas são as principais responsáveis pelos altos níveis observados em Porto Velho e ilustram a influência que o La Niña (temperatura abaixo da média na superfície do oceano Pacífico) exerce na região. “As previsões meteorológicas da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) indicam que continuaremos tendo chuvas acima da média na região dos rios Beni, Mamoré e Guaporé nas próximas duas semanas, indicando que a tendência de subida de maneira geral deve permanecer”, alerta.

O SAH-Madeira está em operação com a emissão de boletins semanais e plantões de monitoramento. Mais informações sobre o SAH-Madeira podem ser obtidas no sítio SAH-Madeira *http://www.cprm.gov.br/sace*.

Assessoria de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil - CPRM
asscomdf@cprm.gov.br
(61) 2108-8400

© Copyright CPRM 2016-2018. Todos os direitos reservados.