Evaristo Penna Scorza

Nasceu na cidade de Lavras, estado de Minas Gerais, no dia 20 de agosto de 1899, filho de Caetano Scorza e Virgínia Penna Scorza. Formado pela Escola de Minas de Ouro Preto, diplomou-se em 1924 como engenheiro de Minas e Metalurgia, especializado em petrografia.

Ingressou no Serviço Geológico e Mineralógico do Brasil, no qual tomou posse no dia 24 de outubro de 1924, e seguiu logo para Santa Catarina, onde dirigiu os trabalhos para pesquisa de carvão. Continuou nessa atividade durante os primeiros seis anos de sua carreira profissional, orientando trabalhos de sondagem para carvão na região de Nova Veneza e Trevisto, estado de Santa Catarina, e executando trabalhos de geologia no estado do Rio Grande do Sul, na região fronteiriça com o Uruguai.

Durante todo o tempo que se segue até a aposentadoria, em 11 de março de 1969, dividiu sua atividade em trabalho de campo e pesquisa de laboratório e, ainda, desde 1939, em tarefas administrativas de chefe de Seção de Petrografia e Mineralogia e substituto do diretor da Divisão de Geologia e Mineralogia. As pesquisas de campo o levaram a percorrer, em campanhas de meses, os estados de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Paraíba, executando reconhecimentos geológicos.

Como resultado dessa dupla atividade, campo e laboratório, publicou 55 trabalhos sobre temas de sua especialidade, como resultados mineralógicos, por exemplo: “Cinábrio de D. Bosco, Minas Gerais”, “Fluorita de Salgadinho, Paraíba do Norte” e estudos petrográficos de toda sorte, inclusive raridades tais como o estudo das rochas alcalinas das Ilhas de Martim Vaz.

Seu desaparecimento privou a nova geração do mestre seguro e orientador, sempre pronto a compartilhar sua vasta experiência. Em 1969, a Sociedade Brasileira de Geologia perdeu com grande pesar o engenheiro Evaristo Penna Scorza, que faleceu subitamente em 29 de março.


Fonte
Congresso Brasileiro de Geologia, 23. Salvador, out. 1969. Anais... Salvador: SBG, 1969. Anexo In Memoriam.

© Copyright CPRM 2016. Todos os direitos reservados.